terça-feira, maio 08, 2018

«HISTÓRIAS DE PROFESSORES QUE MUDAM A VIDA;   AVANTE A CAMPANHA: “AGRADECE A UM DOCENTE”»

Este é o título de um artigo do professor Salvo Intravaia, publicado ontem, sete de Maio, no jornal italiano La Repubblica. E como tudo o que concerne a classe de professores consegue, imediatamente, atrair a minha atenção, li--o com interesse. Interesse, este, que me leva a traduzi-lo e publicá-lo neste blogue.
*****   ******* 
“Há quem agradeça à professora da escola primária tudo o que lhe ensinou e quem recorde o professor do ensino secundário e superior. A partir de hoje, 07 de Maio, parte a quarta edição da “Semana Italiana do Professore” e que se concluirá domingo, dia 13.
È uma iniciativa promovida, através do hashtag #AgradeceUmDocente, pelos estudantes do Instituto Galilei-Costa de Lecce e pelo sitio internet Your Edu Action.
A finalidade, segundo os promotores, é a de agradecer a “uma ou um professor que representou algo de importante na própria vida e crescimento”. E vem muito a propósito num momento especial em que os docentes se encontram em primeira linha e enfrentar, frequentemente com consequências dramáticas, estudantes cada vez mais agressivos e pais que não se preocupam em saber que são postos em discussão.

“Agradeço a minha professora: fez com que os livros não fossem obstáculos a superar, mas mundos para explorar” – escreve Lucrécia.
Agradeço – testemunha Valéria – à minha professora de italiano que, infelizmente, a tive só por um ano, mas que me ensinou muito mais em relação a outros. A única que me compreendeu verdadeiramente e, ainda hoje, continua a ser minha adepta e do meu sonho.”

Os “social network” recolhem testemunhos de todos os que olham para trás e lembram-se de uma docente ou professor. Todos recordam um. Em alguns casos, o mais severo, aquele que incutia temor durante as interrogações; noutros casos, aquele ou aquela que fazia pausa a escutar os alunos sem emitir juízos. Mas, sobretudo, aqueles docentes que tinham deixado uma marca indelével na vida dos próprios alunos.

Frederica agradece “todos os professores de filosofia”: “Amei-os muito, talvez porque eram um bocado malucos como eu”, admite.
Entretanto, Ambra diz: Escolhi esta profissão, graças à minha professora da escola primária. Agora é uma minha colega na mesma escola”. Há também o professor de Filosofia que apertou a minha cabeça e disse-lhe: raciocina”. E quem agradece todos os professores de Inglês pela própria carreira escolar. “Agradeço – escreve Michela – todos os meus professores de Inglês do ensino Básico, Secundário e Universitário por me terem levado a tornar-me numa professora”…

Testemunhos que parecem muito distantes dos episódios que as crónicas dos últimos dias nos proporcionam sempre com maior frequência.Na Itália, o símbolo da iniciativa, que também é celebrada no estrangeiro, é a margarida multicolor de “petaloso”: um ícone que indica «todos os cambiantes da profissão»”.São várias as personagens  (segue-se uma lista de nomes conhecidos) quejá aderiram à iniciativa, fazendo-se fotografar com o seguinte cartaz:   “AgradeceUmDocente”.  Merecem aplausos.